Departamento Jurídico promove Ação Civil Pública contra o Banco do Brasil

Há algum tempo o SINFFAZFISCO vem recebendo reclamações de seus filiados relativas ao procedimento que o Banco do Brasil tem adotado com aqueles servidores que possuem empréstimo consignado com esta instituição financeira.

Após o anúncio de que o Estado de Minas Gerais suspendeu o repasse dos valores consignados ao Banco do Brasil, as parcelas passaram a ser descontadas diretamente da conta bancária do servidor, entre outros procedimentos irregulares, causando prejuízos aos servidores.

Por esta razão, o Departamento Jurídico do SINFFAZFISCO ajuizou Ação Civil Pública contra o Banco do Brasil, requerendo, entre outras medidas, que a instituição seja obrigada a manter as consignações em folha de pagamento, a fim de que a cobrança dos consignados retome sua forma regular.

Para saber mais sobre a referida ação, entre em contato com o nosso Departamento Jurídico, por meio do e-mail sisjur@sinffazfisco.org.br

error: Este conteúdo é protegido.