Nota à Imprensa

O Sindicato dos Servidores da Tributação, Fiscalização e Arrecadação do Estado de Minas Gerais – Sinffazfisco, representante legal e histórico dos Auditores e Gestores Fiscais da Receita Estadual, no que se refere a matéria divulgada pela Rádio Itatiaia hoje (09), noticiando o pagamento de ajuda de custo complementar aos servidores do fisco mineiro por cumprimento de metas do Programa Regularize, esclarece que este pagamento deveu-se ao cumprimento de parte do acordo firmado entre a administração e os servidores do fisco, para que trabalhassem além do seu horário de trabalho, visando arrecadar mais recursos para fortalecer o caixa do Estado, viabilizando, inclusive, que o Estado pudesse honrar a folha de pagamento dos demais servidores.

Sem o esforço extra dos servidores do fisco, dificilmente o Estado poderia arcar com seus compromissos, como vem fazendo até agora.

O Sinffazfisco defende o cumprimento de acordos feitos pela administração, apesar de não ter participado das negociações e desconhecer os números, e não pode imaginar o cenário em que acordos salariais sejam descumpridos pela Secretaria de Fazenda. Os servidores do fisco são os responsáveis por arrecadar recursos para manter todo o Estado funcionando e, tal qual outros trabalhadores, não podem deixar de receber pelo seu trabalho, mormente quando realizado em regime extraordinário.

Hugo René de Souza
Presidente do Sinffazfisco

error: Este conteúdo é protegido.